20/04/16

É isto

O assassino em série Anders Breivik ganhou um apelo feito ao tribunal norueguês, em que afirmava que os seus direitos fundamentais eram violados na prisão.

“A proibição de tratamentos desumanos e degradantes representa um dos valores fundamentais de uma sociedade democrática. Isto aplica-se igualmente ao tratamento a terroristas e assassinos”, afirmou a juíza Helena Andenaes Sekulic, informa o The Guardian.

O tribunal aceitou as queixas da defesa de Breivik que afirmou que as autoridades nunca consideraram a saúde mental do radical de direita, durante o período em que este esteve preso, desde 22 de julho de 2011. O tribunal referiu também a inconstitucionalidade de Breivik ter estado em constante isolamento, nas duas prisões onde já esteve.

Pois bem, é isto — e não a exploração, a desigualdade, o poder oligárquico dos governantes sobre os governados, etc. — o que o terrorismo do Estado Islâmico odeia, toma por alvo e visa destruir na Europa, juntamente com as outras conquistas que o tornaram possível e com as perspectivas que estas contribuem para manter em aberto.  É isto — e é por isso que nunca denunciaremos ou combateremos demasiado todas as medidas com que os oligarcas da UE, a coberto da luta contra o terrorismo,  visam também destruir, por via diferente embora, em benefício da absolutização do seu poder.

3 comentários:

Libertário disse...

O encenador e ex-dirigente maoista Helder Costa publicou na Internet um comentário:

"Sabemos que a peste nazi-fascista está a alastrar por toda a parte.
Mas a cereja no bolo foi a decisão de um tribunal Norueguês dando razão às queixas de "Tratamento desumano" de que seria alvo o assassino Breivik - 87 mortos , entre eles 79 jovens que estavam num acampamento - cumprindo pena de 21 anos. Desumano porque estava em isolamento em terriveis condições - cela com 3 compartimentos, TV, jornais, livros, alimentação, etc...
E agora o governo Norueguês tem de lhe pagar uma indemnização choruda!
Felizmente que esse Breivik é um nazi coerente. (…)

Este comentário apoiado por diversas pessoas diz tudo sobre o pensmento desta esquerda. Nas prisões não deveria haver direitos gerais que se aplicam também a fascistas, assassinos ou violadores…Nas prisões as leis seriam aquelas que o partido, ou o burocrata de serviço, decidissem. Estas conquistas históricas de direitos dos cidadãos esperavamos ver questionadas por fascistoides e reacionários, mas são igualmente criticados pela esquerda autoritária, principalmente pelos orfãos de Estaline. Porque será?

jose guinote disse...

Muito bem meu caro Miguel. É Isto que odeiam todos os extremistas. Esta capacidade eminentemente democrática para respeitar os direitos de todos, sem excepções. Mesmo os direitos daqueles que violaram as regras essenciais da democracia, assassinos impiedosos como este serial killer.

Miguel Serras Pereira disse...

Viva, Libertário.

Pareceu-me que o teu comentário requeria maior destaque. E publiquei-o sob a forma de post. Espero que não leves a mal.
Abraço

msp


Caro José Guinote,
não posso senão regozijar-me pelo facto, não de concordares comigo, mas de subscreveres, dando a cara, o que digo. Se nem todos caem na ignomínia do ex-maoísta que o Libertário refere no seu comentário e se há por certo "malta de esquerda" que rejeita os argumentos de Helder Costa, não deixa de ser sintomático que quase ninguém tenha levantado a voz para o dizer e tomar por iniciativa própria partido na matéria.

Abraço

miguel(sp)