07/10/16

A importância que um bom deputado tem

Jorge Falcato, o deputado eleito pelo BE, que já aqui referimos a propósito de uma artigo de opinião no Público, voltou a trazer ao debate parlamentar a questão do apoio às pessoas com deficiência. Falcato bate-se pelo apoio directo à pessoa deficiente, dando-lhe a possibilidade de ter um vida independente, de poder escolher quem a pode ajudar e em que condições. Quer isto dizer que o actual paradigma de institucionalizar a pessoa, é substituído com base na implementação desse conceito.
Falcato, e o  BE, não deixam o tema cair no esquecimento e neste período em que se discute o Orçamento, questionou o Governo sobre o que vai acontecer, nesta matéria em 2017.
Esta intervenção teve ainda o aspecto marcante de ter sido a primeira vez que um deputado com mobilidade reduzida, que se desloca em cadeira de rodas, ter subido ao púlpito para discursar. Talvez para testemunhar como é muito mais difícil a vida destas pessoas o momento ficou marcado por um acidente. Provocado pelo facto de a cadeira de rodas do deputado não estar travada e não por ter havido um erro na construção da plataforma elevatória. Um dia marcante para os cidadãos com deficiência e para os que defendem uma sociedade mais inclusiva e mais justa. Vamos ver as respostas traduzidas no Orçamento para o próximo ano.

2 comentários:

Rui Branca disse...

So uma correcao. O deputado Falcato, segundo ouvi na tsf, disse que a plataforma nao tinha qualquer problema, e que o acidente aconteceu apenas porque ele se tinha esquecido de travar a cadeira dele por estar um pouco nervoso, pois seria o primeiro dicurso dele na assembleia.
Segundo ele a plataforma instalada tinha todas as condicoes para um bom funcionamento.
Pelo menos foi isto que eu ouvi na tsf.

Cumprimnetos,

Rui Branca

jose guinote disse...

Caro Rui Branca não faz nenhum mal a sua correção, pese embora ela ser redundante, já que no texto original esse facto está perfeitamente esclarecido. Cumprimentos.