11/09/11

O dia que mudou o mundo

É assim que o dia de hoje, 11 de Setembro, tem vindo a ser apresentado nos meios de comunicação social nos últimos tempos (sobretudo na semana passada).

Mas que grande mudança houve realmente no mundo nesse dia? Bem, para 3 mil pessoas, mais os seus familiares, amigos, etc. houve realmente uma grande mudança; mas, fora isso, que grande mudança houve?

18 comentários:

Nightwish disse...

As nossas liberdades começaram a desaparecer mais depressa. Espero que conte.

Anónimo disse...

Que grandes mudanças trouxe o post-11/9 2001? Foram substanciais e não podem ser escamoteadas, se bem- como Patrick Cockburn hoje lembra no The Independent-o papão agitado em torno da al-Qai´d, o grupo fundado por Bin Laden, tenha mais de " fumaça " do que resultados tangíveis. E, parece, apresentou grandes " feitos " só no Iraque e no Pakistão Oeste- sobretudo no combate aos Chiitas...Coisas " confessionais " e éticas, ortanto. De qualquer modo, o " rastilho " 2011 da Primavera Árabe veio " equilibrar " os pratos da balança da libertação muçulmana com a assumpção de formas democráticas de conquista do poder político, por mais débeis e incompletas que elas sejam. De realçar, no entanto, que alguns países englobados nas potências mundiais- o G-8- aperfeiçoaram os seus processos de controlo electrónico da Informação, e exportam esses "machins " para todos os países em mal de ditadura... É o caso da fábrica Amasys, do grupo Bull( França), da sociedade US Narus, filial da Boeing, do atelier chinês( RPC) ZTE Corp e do pólo sul-africano VASTechn SA. Estas quatro sociedades tecnológicas exportam para todas as ditaduras do Mundo- Irão,Libia,Síria,Angola, RD Congo, Yémen, etc,etc- aparelhos de controlo total das redes telefónicas e Internet. Ora, convenhamos, se Miguel Relvas descobre o filão- pindérico da guerra preventiva contra o terrorismo versão ultra-liberal- muita gentinha perderá o " lugar " no seu staff...Niet

double standards disse...

O que o 11 de Setembro chileno mudou foi a percepção dos liberais, que estariam afinal de contas dispostos a preferir o fascismo ao socialismo não-revolucionário. O que o 11 de Setembro americano mudou foi o vazio deixado pela URSS. O Outro tinha deixado de existir durante uma década, e essa vaga tinha de ser ocupada.

É por isso preocupante ver a direita tão apostada em defender a guerra infinita, ao invés de defender com mais veemência o mercado livre, certamente mais pacifista para o mundo como um todo. (E se digo "preocupante" é porque se uma grande guerra se avizinha no rescaldo da presente crise capitalista, é certamente o fascismo que irá ressurgir, coisa que está em marcha tendo em conta a desintegração do euro, novos governos perigosos como o húngaro, e mesmo o agravar de medidas proteccionistas por parte da maior economia do mundo...)

Já agora, acho uma provocação de todo o tamanho insinuar que o 11 de Setembro não mudou o mundo. É que por menos importância real que tenha tido - um acto simbólico que matou menos gente que o golpe no Chile (já agora, orientado para aniquilar com base na ideologia) - não podemos esquecer quantas leis e quantas guerras já foram justificadas por causa do 11 de Setembro. Mas o mais importante nem sequer é o que foi directamente justificado mencionando o 11 de Setembro: é o modo como passou a existir um novo Outro e todas as consequências psicológicas que abrangeram o modo de pensar diariamente de todas as pessoas acríticas e comuns no mundo ocidental.

double standards disse...

As "grandes mudanças" que há hoje são obrigatoriamente mediáticas, e o mediatismo é algo que está nas mãos da burguesia, detentora da imprensa (e quando a imprensa está nas mãos do Estado, está nas mãos de Estados que estão nas mãos da burguesia...)

Este facto, tão simples e tão banal, é condição suficiente para o 11 de setembro chileno ser menos importante que o 11 de setembro americano e consequentemente o socialismo estar cada vez mais fora-de-jogo.

nanda disse...

Fora isso mudou tudo nos procedimentos para quem trabalha no ramo do transporte aéreo. A minha vida mudou.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Houve mudança económica política e social

(e essa questão das liberdAdes pra quem viaja e pra quem fica em Terra)

A china hoje domina o pacífico e os mercados de matérias primas

coisa que há 10 anos era embrionário

e foi a concentração no Médio Oriente e Baluquistão-Afganastão
que levoi a esso

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

mudou as litanias

o nome dos dias que permanecem na infâmia eterna

já não é o relembrem o Alamo

nem o lembrem-se do Maine
que lançou o império americano à conquista do mundo

é o início de uma outra litania
que dá menos frutos económicos

lembrem-se do nine eleven
e dos seus mártires?

OU DITO ASSI'S:

THE MAZE OF DEATH - NINE ELEVEN - LADAINHAS AOS CAÍDOS
TRÊS MIL MORTOS NUM DIA NUMA ÁREA LIMITADA

É UM FENÓMENO DE OCORRÊNCIA RELATIVAMENTE BAIXA NUMA BASE ANUAL

É FREQUENTEMENTE ASSOCIADO A FOMES OU A CATÁSTROFES NATURAIS

POR VEZES ASSOCIA-SE A INTERVENÇÕES MILITARES

A INVASÃO E BOMBARDEAMENTO DO PANAMÁ CEIFOU 5000 NUM DIA

O FUZILAMENTO E A MORTE POR CORTES MÚLTIPLOS

CEIFOU 20 A 30.000 POR DIA NUM PEQUENO PAÍS AFRICANO

E DUROU MAIS DE UM MÊS

PORTANTO O HORROR NASCE DE MÚLTIPLAS CAUSAS

É NECESSÁRIO EXTERMINAR TODAS AS ENCARNAÇÕES DA APATIA E DO MEDO?

HOJE COMEMORA-SE UMA DÉCADA DECLAMANDO MILHARES DE MORTOS UM A UM

OS MILHARES DE SOLDADOS MORTOS E AS DEZENAS DE MILHARES FERIDOS

APESAR DE SEREM AMERICANOS

NÃO CONSTAM DA LISTA DAS DECLAMAÇÕES

UNS MERECEM SER RECORDADOS PORQUE SÃO VÍTIMAS DAS FORÇAS DO MAL

OUTROS SÃO LEMBRADOS POR SEREM AS FORÇAS MALIGNAS

OUTROS SÃO ESQUECIDOS PORQUE SÃO VÍTIMAS DO SEU PRÓPRIO GOVERNO

QUE OS CONDENOU À MORTE

PARA QUE OS SÍMBOLOS DO PODER ECONÓMICO PUDESSEM CRESCER DE NOVO

INFELIZMENTE GASTARAM MUITO ADUBO

COISAS DA VIDA

OBviamente foi adubo mal empregue

Cost of War in Afghanistan
$453,439,270,826
Segundo o contador incorporado

são apenas menos de 4% do défice

e contribuiram para a economia militarizada american can

tirando isso...tinha sido melhor empregue noutros lados

levou ao crescimento das bases instaladas durante a guerra do golfo que custarão a sua quota no futuro

e desestabilizaram toda uma região
reforçando o Irão como potência regional

o controle das reservas de gás e petróleo nas ex-nações da
asia soviética é agora cada vez mais virtual

logo mudou muita coisa
e obviamente não mudou nada
excepto o nível de vida das sociedades ocidentais durante os próximos 20 anos

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

e prontex...pagou-se com nível de vida

o que para 2000 milhões de asiáticos foi bom
e 500 milhões de Mercosuis e associados fornecedores de matérias primas e de comidinha

perda de controle americano dos preços das matérias primas
nomeadamente do pitroil e dos metais

aFINAL INda não disse...

un day, 11 September 2011
THE NEVER ENDING WAR- O MILÉNIO DA GUERRA COMO PRODUTO DE CONSUMO
O MILÉNIO DA GUERRA DE CONSUMO RÁPIDO

COMEÇOU ATRASADA EM NOVE MESES E ONZE DIAS

FOI UM PARTO FORA DO PRAZO COMO TODAS AS GUERRAS QUE PERDURAM

TAL COMO A U.R.S.S. NO AFGANISTÃO E EM MÚLTIPLOS TERRITÓRIOS AFRICANOS

GASTOU OS SEUS RECURSOS E PERDEU O SEU IMPÉRIO

TAMBÉM OS E.U.A DEIXARAM DE SER O PODER UNIVERSAL

E VOLTARAM A SER U.S.A.dos UM PRODUTO PARA CONSUMO DA ESFERA OCIDENTAL

COMO EM TODAS AS GUERRAS

GANHOU QUEM FICOU DE FORA E VENDEU A TODOS OS LADOS

A AMÉRICA NÃO APRENDEU AS LIÇÕES DE 1917 E 1941

DEVE-SE ESPERAR QUE O LEÃO ESTEJA SANGRADO

ANTES DE SE SALTAR PARA CIMA

QUEM COMEÇOU A GUERRA COM O APOIO E A FORMAÇÃO EM MASSA DE FANÁTICOS

PRONTOS PARA O MARTÍRIO FOI A AMERIKA

DEPOIS QUANDO OS FANÁTICOS CAUSARAM 100 MIL MORTOS AOS SOVIÉTICOS

SOFRENDO 2 OU 3 MILHÕES DE MORTOS

E OUTROS TANTOS REFUGIADOS

OS AMERICANOS ABANDONARAM O SEU EXÉRCITO À GUERRA CIVIL

DE CERTO MODO FORAM IMPREVIDENTES

TEMOS PENAS

NÃO OS SANGRARAM O SUFICIENTE DEIXARAM-NOS VIVOS

E TAL COMO NOS FILMES DE STEVEN SIEGEL VÃO PAGAR O PREÇO POR ISSO....

logo perderam a pouca confiança

que tinham ganho com a ajuda ao islão militante

Francisco disse...

- Mudou o Afeganistão e deu uma ajudinha a mudar o Iraque.

- Aumentou a influência da Al-Qaeda, com repercussões essencialmente no Paquistão

- Nos EUA os efeitos também não são tão pequenos quanto quer fazer parecer: custos económicos com as guerras, Patriot Act e demais restrições da liberdade.

- Para todo o mundo mudaram as regras de segurança dos aeroportos

- Culturalmente, na Europa e nos EUA houve um aumento significativo do preconceito contra imigrantes islâmicos. Na Europa aumentou a popularidade de partidos de extrema direita anti-imigração de forma acentuada.

- Israel ganhou margem política e diplomática para extender o seu controlo sobre a Palestina

Em suma, o acontecimento em si pode não ter sido assim tão avassalador, mas o impacto simbólico e mediático que teve mudou a política diplomática de todo o mundo, e provocou relevantes alterações culturais, principalmente da forma como os ocidentais vêem os povos associados ao islão.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Mudou o Afeganistão de uma guerra civil numa frente passou a ter várias e narco-tráfico em maior escala do que em 1979-1991 e deu uma ajudinha a Desestabilizar o Iraque e o médio oriente....

- Aumentou a influência de grupos vários e o esbatimento da Al-Qaeda, com repercussões no Paquistão Somália Iraque Iémen Arábia etc....

- custos económicos com o preço do petróleo muito superior aos das guerras...é comparar 1992-1999
com 2001-2011


- Culturalmente, na Europa e nos EUA houve um aumento significativo do preconceito contra imigrantes islâmicos...mais do que havia nos anos 80 e 90
Paki Paki Pied-noir Salaud Algerian

agora há mais medo deles solamente isso
é mai raro um inglês atirar-lhes pedras...

Israel PERDEU margem política e diplomática para extender o seu controlo sobre a Palestina

Em suma
Egoitera chindende na komena omonwa....and so it goes
Mau-Mau na Petronillah Ogoti.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

2500 milhões de barris de consumo a 100 dólares

250 mil milhões ao ano em custes

10 anos 2,5 triliões

ou 2.500.000 milhões

deixa cá ver 1/7 do défice

é só fazer as contas
e descontam-se os picos de preços de 2008-2009

Ricardo Alves disse...

1) Aumentou enormemente a importância, na geopolítica internacional, dos alinhamentos em torno do binómio «antiterroristas»/«islamistas».

2) Implicou directamente a invasão do Afeganistão, e indirectamente a do Iraque, com dezenas de milhares de mortos até hoje.

3) Desestabilizou ainda mais o Paquistão.

4) Fez aumentar os orçamentos militares dos EUA e outros países da OTAN. -> défice.

5) Mais que duplicou os orçamentos e o pessoal nos serviços secretos dos EUA e de muitos países europeus, incluindo Portugal.

6) Ocasionou a concessão de novos poderes aos serviços secretos (vigilância electrónica, escutas telefónicas, licença para torturar), e a criação de uma rede internacional de prisões ilegais que não é contestada por grande parte da opinião pública dos países democráticos.

7) Ao nível do debate de ideias, tornou a islamofobia corrente, ajudou a que surgissem os (assim chamados) «novos ateístas», e que se discutissem as questões levantadas pelo poder político das religiões.

Parece-me que não é coisa pouca...

Ricardo Alves disse...

Ah, e a vida de quem anda de avião passou a ser totalmente diferente...

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

1) Diminuiu enormemente a importância, na geopolítica internacional, dos alinhamentos em torno do binómio «antiterroristas»/«islamistas»...que perderam poder económico e são petróleo dependentes


3) Desestabilizou inda mais o Paquistão.....o irak e a síria e o iémene tã bons inda bem

4) Fez aumentar os orçamentos dos aeroportos em 150 mil milhões de aparelhos de segurança e pessoal -> défice das companhias aéreas TAP incluída



6) Tornou pública a vigilância electrónica, escutas telefónicas, licença para torturar
que sempre existiram

7) Ao nível do debate de ideias, tornou as ideias anti-ocidentais e a cruzada islamofobica mais visível

apesar de impedir a morte de Pakis em Manchester e Belfast coisa comum 3 ou 4 casos por ano nas décadas de 80 e 90
(acho que têm mai medo ou os Pakis e os turcos organizaram-se

Parece-me que não é coisa pouca...uma diáspora de 700 mil cristãos iraquianos e de 2 milhões de refugiados económicos



Ah, e a vida de quem anda de avião passou a ser totalmente diferente..
dantes havia 1800 milhões de passageiros por ano agora há 2600 milhões
anda-se em aviões mais cheios

as máquinas de raios x são maiores e mais caras

e a maioria dos passageiros continua a ser ocidental

Ah e o Riccardi repetiu inúmeros pontos

e faltaram tantos

e muitos teriam acontecido com ou sem 11 de Setembro

excepto a invasão do Afganistão

abandonado à sua sorte desde 1989
(com 20 mil mortos e 60 mil refugiados por ano)

até se pode dizer que foi positivo

em 10 anos os americanos não mataram 200 mil

logo ficaram a ganhar 50mil

e com a diminuição da mortalidade infantil (só Angola e poucos mais ganhavam aos afgãos em bébés mortos)

é incríbel esta bisão só dum lado

e o lucro dos narco-traficantes uzbeques russos turcos e europeus subiu...o que foi bom para a economia global

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Curiosamente não reparam nas movimentações demográficas...

700 mil cristãos iraquis

2 milhões de afgano-paquis

coisa pouca

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

a melhoria da situação higieno-sanitária no Afganistão e o fim das execuções (de adúlteros e doutros hereges)

a pioria da situação no Iraque até 2007 já devastado por anos de bombardeamentos de 91 a 2003 e embargos medicamentosos e de radioisótopos medicinales

Finalmente sem uma onda de islamitas suicidas nunca teriam a vossa Primavera (em Fevereiro) árabe

Os eventos em Meca em 1979 foram sanados com 63 decapitações em praça pública 200 mortos nas ruas e 3000 prisões

ora hoje mais de 2000 sírios mortos
mais de 4000 líbios até à queda de Bengazhi e continuaram a morrer em revoltas que talvez não tivessem

e isso é uma consequência não só do sucesso da revolução islâmica no irão, mas da fé no martírio como elemento de sucesso

e esse grande símbolo que foi o ataque às torres provou que o mártir é a via de sucesso

yes we can disse Osama

e eles creditaram

Anónimo disse...

Foi o dia em que ficámos a saber que as leis da física podem ser violadas, e que a liberdade de imprensa não passa de um mito consolador, pois no dia em que a imprensa americana decidir que a terra afinal é plana, todos os editorialistas e opinion-makers do mundo se irão perguntar como é que tal facto nunca lhes tinha ocorrido.
E isto representa uma revolução científica e política de enorme alcance, vindo provar duas coisas: o absoluto controlo da informação por parte da oligarquia global, e a galopante infantilização intelectual da espécie humana.