08/09/11

A Parábola da Agulha (que para o eduquês já demos)

Longe de mim ter teorias sobre educação. Há poucas coisas, aliás, sobre as quais tenha teorias, apesar de Platão ser o meu pensador preferido pelo menos desde 1978, salvo erro, ano em que conclui que a sua Teoria das Ideias se podia resumir na boa a uma parábola contada algures por Herberto Helder.

Cito: “Levanto-me então da plateia e, por entre as metralhadoras esculpidas, conto de novo a parábola da agulha, que me obceca. Desentranhei-a de um velho manual. Trata-se de uma mulher que perdeu uma agulha na cozinha e a procura na varanda de sua casa. Acorre então o jovem que pretende ajudá-la, e pergunta: Que procura? — Uma agulha. Caiu-me na cozinha. Logo o inexperiente jovem se espanta muito e quer saber porque a procura ela na varanda. — Porque na cozinha está escuro — responde a mulher.”

Como presumo até os estudantes liceais de Filosofia saberão (supondo que ainda existam), na Caverna Platónica também fazia escuro p’ra caraças. Vai daí, o filósofo, que, como a mulher da parábola, nada tinha de parvo, foi à procura das Ideias noutro sítio.

Voltando à educação e ignorando os temas sindicais recorrentes – assunto sobre o qual “só sei que nada sei” –, o que eu gostaria mesmo era que alguém reflectisse a sério sobre isto: “Na geração que cresceu habituada às multitarefas, na era digital, os limites superiores da atenção no cérebro humano encontram-se em rápida expansão, algo que provavelmente levará à alteração de certos aspectos da consciência num futuro não muito distante, se tal não tiver já acontecido. Expandir a atenção traz vantagens óbvias, e as capacidades associativas geradas pelas multitarefas trazem vantagens espantosas; em contrapartida, poderá haver um custo em termos de aprendizagem, consolidação de memória e emoção. Não temos ainda ideia de qual poderá ser esse custo”, António Damásio, O Livro da Consciência.

Atendendo à dificuldade que há já em sentá-los (a que acresce a insistência na discussão estéril do “eduquês”), temo que o custo seja grande. E qualquer dia nem a agulha do Platão, perdão, do Herberto Helder, nos ajudará a encontrar o Norte.

35 comentários:

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

A parábola da boa inducação

Informação não corresponde a in duke a são

há gentes contentes com o actual sistema e outros que tudo querem mudar

mas a educação tal como tudo tem a sua própria inércia

e apesar de tudo mudar fica tudo na mesma

pois como diziam os gattopardos

e as rainhas vermelhas

é preciso correr muito pra ficar no mesmo lugar

O DIA ANTES DE AMANHÃ - PRELÚDIOS PARA FUTUROS MASSACRES
APARENTEMENTE ALGUÉM PRETENDE CONVENCER-NOS QUE HÁ MUDANÇA

ENTÃO SURGEM AQUELES DIAS NEBULOSOS E TERRÍVEIS

QUE TUDO MUDARAM PARA QUE TUDO FICASSE NA MESMA

OU ATÉ UM POUCOCHINHO PIOR

ASSIM SURGEM PRIMAVERAS ÁRABES QUE NASCEM NO INVERNO

SOBREVIVEM A VERÕES ESCALDANTES

E MORREM EM INVERNOS MORNOS

O HORROR DE DEZ MIL MORTOS DE FOME AO DIA

NÃO PODE COMPETIR COM TRÊS MIL MORTOS EM DIRECTO TELEVISIVO

É UMA HISTÓRIA QUE TOCA TODAS AS NOSSAS GORDAS VIDAS

É O MEDO DE PERDERMOS A NOSSA VIDINHA FELIZ E LIVRE DE COMPROMISSOS HUMANITÁRIOS

OS OUTROS QUE MORREM EM LUTAS MISERÁVEIS POR PEDAÇOS DE COMIDA

NÃO SE COMPARAM AOS NOSSOS MORTOS DE LUXO

OS NOSSOS SÃO MÁRTIRES OS DELES SÃO VADIOS

A VIDA É ASSIM HÁ DIAS BANAIS

EM QUE OS MISERÁVEIS MORREM COMO SEMPRE MORRERAM

E HÁ DIAS DE LUXO

QUE MUDAM TODO UM MUNDO ESTÁVEL E ORGANIZADO

E FELIZMENTE IRÃO MUDAR MAIS INFELIZMENTE PÁ QUISTÃO IRÃO FICAR NA MESMA
Αναρτήθηκε από الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن στις 5:11 μ.μ.
Αποστολή με μήνυμα ηλεκτρονικού ταχυδρομείου BlogThis! Μοιραστείτε το στο Twitter Μοιραστείτε το στο Facebook Μοιραστείτε το στο Google Buzz
Ετικέτες DESDE OS IDOS DE 79 NOVAS GUERRAS PARA SILVESTER STÁ LONE

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Guerras educativas, salariais, sindicais ou outras mais letais

Têm todas as suas baixas

e nunca são os que mais s'agitam
que tombam nessas lutas

mas cada qual tem as suas ilusões
...ou falta delas

Saravá...e sara foi
mas voltou com uma borboleta na mão
e a borboleta tinha lâminas

coisa pouca...dá pra 1090 dias de baixa

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Duplas lâminas têm as borboletas educativas

e vidas curtas

jagga nathan кешин disse...

a parábola da parabólica

médicos focam-se muito nas expectativas futuras

professores é mais no passado recente
estão-nos a tramar, amanhã meto baixa
eles vão ver
nisso são mais como os juízes
pagam-me menos...trabalho menos
(e menos do que nikles é...

juízes têm telemóvel pago
professores nem por isso

mas é só ver as velhotas na pré-reforma a mandar sms's

que se vê que tal como nos juízes
e tribunas ais

a escola dá aprendizagem nos dois sentidos

os putos aprendem que nã querem velhos chatos a estragar-lhes as oportunidades de phoderem phoder

os velhos xatos aprendem a mandar sms's a grande velocidade

e as passwords e esquemas para arranjar falsos IP's e +pra acederem aos conteúdos barrados pela PT

curiosamente a net nas escolas é PT dominada

felizmente disse...

temos porno e email

senão a escola servia para quê?

obceca? disse...

conto de novo a parábola da agulha, que me obceca

tem a ver com o ceco presumo...

deve ser o acordo disse...

baralha-lhes as ortografias

Anónimo disse...

Falar do que não se sabe não é boa ideia, com isto concorda o Platão e quase todos os filósofos. É o que se passa com a autora da posta, que pelo menos desde 1978 que não percebe nada de Platão e da Alegoria da Caverna. Mas como para escrever banalidades não se paga imposto, antes pelo contrário, é-se contratado como colunista do Expresso, parece que é oficio que compensa.

Anónimo disse...

Esta não é a ACL que apagou o blog ao outro?

Apaga Blogues disse...

É ela, é, a mesma que se queixa de censura nos comentários e depois activa a moderação no seu blogue. Mestre da coerência.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Falar do que não se sabe é sublime como diz Sócrates o Grego e o português

Só sei que nada sei

mas nã é por isso que me calo

olha sa Sócrates nuum tivesse helenos quaescrevessem pur ele...

o gaijo só falava ma nã tinha dinheiro pra papiro ô coisas daquelas de pérgamo Ibooks de pele de carnêro

deixem o pessoal escrever sobre o que não sabe

por falar nisso a 2ª vaga de colocações já caiu?

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

resmas de trintões e cinquentões

Nuno Filipe da Silva Ferreira 607 974 171700 Agrupamento de Escolas Delfim Santos 217783167 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
6961300111 Ana Isabel Lino Duarte 706 1003 172054 Agrupamento de Escolas de Santo António dos Cavaleiros 219898600 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
4735547800 Florbela Maria Aleixo Elias 625 1013 172339 Agrupamento de Escolas Gil Vicente 218860041 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
8667570141 Susana Vaz Gomes Bairrada 651 1016 400117 Escola Secundária de D. Pedro V, Nossa Senhora de Fátima, Lisboa 217246060 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
8097926229 Magda Sofia Ferreira Fernandes 678 1023 401390 Escola Secundária de Dr. António Carvalho Figueiredo, Loures, Loures 219835156 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
8200105873 Carla Marisa Tavares dos Santos 721 1042 402965 Escola Secundária de Vergilio Ferreira, Carnide, Lisboa 217122020 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
4421605379 Igor André Isidoro Costa 524 1069 121393 Agrupamento de Escolas e Jardins de Infância D. Joana de Castro 261416950 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
4758977372 Ana Sofia Rodrigues Lopes de Almeida 412 1141 150861 Agrupamento de Escolas de Lordelo 224442520 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
1882781767 Teresa Mariana Santos Azevedo 490 1194 152560 Agrupamento de Escolas de Penafiel Sudeste 255617440 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
4024410768 Ana Isabel Freitas Baptista 495 1230 402424 Escola Secundária de Paredes, Castelões de Cepeda, Paredes 255782127 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
2890504654 Teresa da Conceição Teixeira Seixas 512 1245 150824 Agrupamento de Escolas de Alpendurada 255618000 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
8677685049 Sónia Isabel Mateus Rodrigues 601 1261 400312 Escola Secundária Júlio Dantas - Lagos 282770990 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
2722777304 Ana Margarida Caldelas Ramos da Fonseca 758 1271 401705 Escola Secundária de Fernando Namora, Brandoa, Amadora 214767710 Completo 520 CN Anual 2011-09-12
8605149663 Augusta da Conceição de Jesus Duarte 7 1319 161615 Agrupamento de Escolas de Pombal 236209210 21 Horas 520 CN Anual 2011-09-12

e isto é só o primeiro

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

é uma média de 6 gajas por gajo

é a matriocracia como dizia o outro

só não chega aos sindicatos

chega não...

sindicalista só macho mesmo...

com meia dúzia de gajas em pano de fundo...

ora isto é quera tema para um poste

mesmo daqueles mai pequeninos

Ana Cristina Leonardo disse...

entre malucos com assinatura e anónimos filo-concièrge, venha o diabo e escolha.

Anónimo disse...

Olha, eis que aparece a ACL que apagou o blogue aos outros. Por falar em conciérge, não é esta a mesma que denuncia malta à bófia quando se chateia com eles?

Miguel Serras Pereira disse...

Diz-me lá uma coisa, Ana, aqui que toda a gente pode ouvir ou ler: pomos estes comentários no lixo ou deixamo-los estar à laia de identificação de quem os escreveu?
Nem todos os anónimos o são por transtorno das funções superiores ou por cobardia e impotência - mas quetambém os há por isso, lá isso há, como cantava o outro. Não esqucer que não são só estes, lembrar os esbirros das secretas, os familiares da Santa Inquisição…

miguel(sp)

Anónimo disse...

Miguel, conheces mal a tua aninhas. Sobre comentários anónimos, insinuações, injúrias, delações, terrorismo intelectual, ela é a verdadeira catedrática. Pode ser que um dia te apercebas do ogre que guardas em casa...
Não fica bem à nossa aninhas queixar-se de ser vítima daquilo que ela própria fez, uma e outra vez. Nunca te espantou que haja tanta gente a embirrar com ela? Não há coincidências, meu caro, e por mais cavaleiro andante que queiras ser, em defesa da dama, atenção às máscaras. Olha, pergunta ao Niet.

Miguel Serras Pereira disse...

Anónimo das 21 e 44

eu, se fosse a si, antes de voltar a olhar para o espelho ou a interrogar-me e responder-me, ou me identificava reconhecivelmente e precisava as acusações, ou apagava o comentário.

É tudo.

msp

Anónimo disse...

Miguel, Miguel, estás a tapar o sol com a peneira. Não queres ver o que está aí, diante dos teus olhos. Eu percebo; custa quando cai o véu, e uma pessoa que julgávamos de respeito se revela quem na verdade é. Olha que já houve aí gente que se identificou muito bem a falar das tropelias da aninhas - mas mesmo nesse momento tu não quiseste ver. Repito, pergunta ao Niet, ou melhor, porque não perguntas à própria aninhas, a ver que patranhas ela te conta?

Ana Cristina Leonardo disse...

Caraças, Miguel, se este(s) anónimo(s) continua(m) a dar-te conselhos a esta velocidade isto arrisca-se a ficar parecido ao blogue dos corporativos que até publica fotografias...

Fã da aninhas disse...

Olha a aninhas a assobiar para o lado, a ver se distrai o Miguel. Nota-se bem o ascendente que a aninhas tem sobre o Miguel. Vê lá, Miguel, cuidado que se ela se chateia contigo ainda te denuncia à bófia, como fez com um certo namorado.

Ana Cristina Leonardo disse...

bem me parecia que isto era um caso de polícia ou de falta de lítio; pelos vistos acumula...
e a partir de agora apago que uma caixa de comentários não é o divã do psi.

Armando Rocheteau disse...

Acho estes ataques à Ana Cristina Leonardo nojentos. Escrevo isto também porque estivemos no mesmo blogue e dele se falou aqui. Infelizmente o anonimato não permite que se vejam as caras. Parafraseando Fanon, há umas que pedem bofetadas.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Não esqucer que não são só estes, lembrar os esbirros das secretas, os familiares da Santa Inquisição…

miguel(sp)...cê é exageradinho né

dava um bom bombista suicida com treino

Ana Cristina Leonardo disse...

entre malucos com assinatura e anónimos filo-concièrge, venha o diabo e escolha.

cê faz diagnóstico?

ordem dos médicos gosta não

num gosta de porteira não?

aqui já num há há 20 anos
custo condominium

o fã deve ser um antigo admirador desquitado...

é só fazer uma lista

o outro maluco...necessita de lítio não...

as pegmatites litiníferas só abundam no Norte
e os chinocas levam tudo

logo refine e consuma o produto nacional
Baterias de lítio de telemóvel

eu não tenho
cê tamém não tem televisão num é

logo diz o excêntrico ao fora da norma...ou vice-versa

A TV ajuda a conformar e a socializar (partilha de experiências comuns)

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Já a internet além de potenciar o lado associal e todos bocês são exemplo disso, aliena e engorda.

Isto não é um Concelho: Vila Real de santo António porque eu não os tenho para dar...é uma constatação de um facto.

De resto quem é que lê caixas de comentários ou liga às opiniões alheias na internet

só um novato nestas coisas...
bastante alienígenas em termos comportamentais estas coisas egocêntricas que são os blogueiros

fascinantes como objectos de estudo

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Na lista acima estão duas psicólogas pelo ISPA que se viraram para o ensino

Logo psiquiatra e psicólogo são profissões mal vistas mas tão necessárias como padre

Anónimo disse...

Se estiveste no mesmo blogue que ela, do qual afirmas que por aqui se falou (lá saberás porquê), então estás em condições de confirmar o que por aqui se disse. Ou tens a lata de o negar?

Armando Rocheteau disse...

Li e dei a ler Platão. Sou professor e ganho a vida a dar aulas. Há no entanto algumas coisas que não se ensinam, nem se aprendem, e, há também a praça pública. Como presumo que o anónimo passou pelos bancos da escola acho que não é por falta de leituras que é assim. Mas não tenho tempo para descrever a génese de um filho da puta. Nasce-se assim e não vale a pena perder-se mais tempo a argumentar.
Gostava de lhe ver a cara. Se tiver óculos não se esqueça de os tirar, porque o insulto anónimo é de uma cobardia inaceitável. Acho que não fugi ao registo platónico.

Miguel Serras Pereira disse...

Caro Armando Rocheteau,

atenção que esta gente não se bate, anavalha pelas costas ou envenena pela calada a sopa ou o copo de vinho; depois, quando propspera, paga a pistoleiros e chama, como o Kadafi, justiça popular à acção dos mercenários.

Quanto ao resto, V. já sabe.

Saudações democráticas

msp

Anónimo disse...

O que espanta no sr. Rocheteau, o mestre da coerência, é que não tenha nunca aplicado o seu epíteto "o insulto anónimo é de uma cobardia inaceitável" quando se tratava da sua favorita, ou do próprio, diga-se, a fazê-lo. Não lhe falta ler Platão, mas Kant, sem sombra de dúvidas.

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Não me parece que sejam muito melhhores

Armando Rocheteau disse...

Sou professor e ganho a vida a dar epítetos aos meus alunos?

Mas não tenho tempo para descrever a génese de um filho da puta. Nasce-se assim e não vale a pena perder-se mais tempo a argumentar.

Determinismo social?


Gostava de lhe ver a cara

Para que quer ver caras é assim um pouco....

Acho que não fugi(fugiu) ao registo pla tónico.

ainda há professores de filosofia fora dos institutos admirável...

14 de Setembro de 2011 12:43
Blogger Miguel Serras Pereira disse...

Caro Armando Rocheteau,

atenção que esta gente não se bate, anavalha pelas costas ou envenena pela calada a sopa ou o copo de vinho; (al koholico?
nós não bebemos questões culturais

boçês anóminos birtuais aparentemente sim e isso leva a discursos destes....

depois, quando propspera, paga a pistoleiros e chama, como o Kadafi, justiça popular à acção dos mercenários.

Quod erat demonstrandum

é por professores e cidadãos destes que andamos nisto

isto dos mercenários é engraçado...

não são bocês mercenários das vossas ideologias?

pagam-lhes em auto-satisfação
ou em palmadinhas nas costas

ou em litros extra de vodka
conheci uns assim...

a maioria da população humana é como vós

logo quem tem telhados de bidoro

Curiosamente disse...

É das poucas coisas que os portugueses e irlandeses têm em comum

Esse escapar para o insulto fácil

Esses antolhos político religiosos

E as ditas élites da Trinity e alhures também gostam muito de citações

Platonices

Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...

é um blogue típico de trintões né?

Gostei muito,muito mesmo. disse...

Vocês são estóicos da mais fina água.
Gostei da filosofia do platão palavrão.
Que no fundo, é apenas um reflexo da incompreensão e do medo vigente.
E da falta de senso, sensei's.

roskoff disse...

Bai-te embora que perdes o abião...