09/06/12

Suspender a democracia (por quantos meses?)

Rui Rio: "As câmaras endividadas não deviam ter eleições"

4 comentários:

Anónimo disse...

Meses? As super-dívidas são coisas de anos! Se se suspender a democracia - e vai custar ainda um bocado levá-lo à prática - para quê reactivá-la? As hiper-dívidas poderá ser algo para de facto legitimar pela força, uma centenária ditadura.

JOSÉ LUIZ SARMENTO disse...

Para sempre. Porque é evidente que as tais comissões administrativas, para funcionarem, têm que ser constituídas por anjos; e os anjos são seres imortais.

hf disse...

é incrível, com que então o os défices, as derrapagens e o esbanjamento causados pelos políticos castigariam os eleitores e nunca os próprios políticos..

menvp disse...

Auto-estradas «olha lá vem um», PPP’s, nacionalização de negócios “madoffianos”, etc… existe por aí muito pessoal a querer mandar naquilo que não é seu: o dinheiro dos contribuintes!… Consequentemente, como é óbvio: O CONTRIBUINTE TEM DE DEFENDER-SE!!!!!!
[veja-se o blog «fim-da-cidadania-infantil»]