10/05/15

A greve dos pilotos da TAP

Está tudo tão habituado a greves de inspiração político-partidária, cujo objetivo é ser apenas uma manifestação simbólica de descontentamento, que ficam escandalizados quando um sindicato se orgulha de atingir aquilo que é suposto ser o objetivo de qualquer greve - causar prejuízos à entidade patronal.

2 comentários:

Nightwish disse...

É verdade, mas foi um disparate o sindicato o ter dito assim, ainda por cima num clima em que só "privilegiados" fazem greve.

Libertário disse...

Miguel, a história do sindicalismo, nada tem a ver com esta associação de pilotos que é mais reaccionária que uma corporação medieval na defesa dos interesses dos "mestres".
O sindicalismo operário revolucionário, nascido no século XIX, não se confunde com estas formas associativas de elites assalariadas. Falar de acção directa, sabotagem e boicote (algo que não vemos mais no sindicalismo burocrático da CGTP e UGT) só tem sentido no contexto das lutas sociais de trabalhadores assalariados da base da pirâmide social.