04/07/11

Proust, diz ela


Como se não lhe bastasse o que escreve, eis que a Alexandra Lucas Coelho faz também questão de ler assim:

Mas se pensar num livro para as minhas várias vidas será Em Busca do Tempo Perdido, que li, reli, e hei-de ler pela primeira vez.

2 comentários:

Anónimo disse...

Uma das grandes revelações da novíssima literatura portuguesa, a A.Lucas Coelho. As crónicas do Brasil são um must! Por tudo. E onde se joga, por certo, parte da sua experiência interior.Há quem diga que Proust supera Bergson e Heidegger e o compare a Einstein. Em carta ao seu amigo Ernest-Robert Curtius, poucos meses antes e morrer, Proust exclama: " Não é preciso ter medo de ir longe demais porque a verdade está para lá disso...". Niet

Demo Gra Pia disse...

o 1º inda vá mas a partir dai começa a encher ainda mais do que o Don Tranquilo