18/07/11

Recordando a Guerra Espanhola

Aqui fica a sugestão — para intervalos de leitura — desta versão francesa e autonomista libertária de Ay Carmela, cantada nas ruas de Maio de 1968. A canção alude aos acontecimentos de Barcelona, em Maio de 1937, testemunhados por Orwell, entre muitos outros, nos seus dois livros fundamentais sobre a "guerra espanhola": Homenagem à Catalunha (Antígona, Lisboa, 2007) e Recordando a Guerra Espanhola (Antígona, Lisboa, 2003 - tradução de Júlio Henriques). Para uma perspectiva de conjunto, que é também um clássico do seu género historiográfico, ver, para começar e — depois das actualizações recomendáveis através de outros trabalhos — retomar uma e outra vez, La revolucion y la guerra de España de Émilie Témine e Pierre Broué (a versão digitalizada que cito é uma tradução do original francês, La Révolution et la guerre d'Espagne, Paris, Minuit, 1961).





La garde d'assaut marche
Boum badaboum badaboum bam bam
Au central téléphonique
Ay Carmela Ay Carmela
-
Défi aux prolétaires
Boum badaboum badaboum bam bam
Provocation stalinienne
Ay Carmela Ay Carmela
-
On ne peut laisser faire
Boum badaboum badaboum bam bam
Le sang coule dans la ville
Ay Carmela Ay Carmela
-
POUM et FAI et CNT
Boum badaboum badaboum bam bam
Avaient seuls pris Barcelone
Ay Carmela Ay Carmela
-
La République s'arme
Boum badaboum badaboum bam bam
Mais d'abord contre nous autres
Ay Carmela Ay Carmela
-
A Valence et à Moscou
Boum badaboum badaboum bam bam
Le même ordre nous condamne
Ay Carmela Ay Carmela
-
Ils ont juré d'abattre
Boum badaboum badaboum bam bam
L'autonomie ouvrière
Ay Carmela Ay Carmela
-
Pour la lutte finale
Boum badaboum badaboum bam bam
Que le front d'Aragon vienne
Ay Carmela Ay Carmela
-
Camarades ministres
Boum badaboum badaboum bam bam
Dernière heure pour comprendre
Ay Carmela Ay Carmela
-
Honte à ceux qui choisissent
Boum badaboum badaboum bam bam
L'aliénation étatique
Ay Carmela Ay Carmela

2 comentários:

jagga nathan кешин disse...

os d'Aragão fugiram para o Pau
quando a falange saiu de Navarra

era mais melódica a cantoria dos falangistas

y por los qué habian Afonso XIII por su rey

de teruel em frente

para quem quer ler
correspondência de guerra com isenção e sem Orwellismos

é ler steinbeck mais neutral num há de certeza

Anónimo disse...

ay carmela, versão judaica: http://youtu.be/2IUO75OH99s

teses de balance:
http://www.ecn.org/ab-imis/tes​ti/Tesis.pdf