29/10/11

Da Cidadania Alemã (2)

Perante a análise, cuja atenta leitura só posso recomendar, que JM Correia Pinto nos propõe no seu recente post intitulado A Alemanha Impõe a Ordem Germânica na Zoa Euro, só me resta reiterar que, ou impomos a aceitação de uma (re)constituição federal da UE ao governo alemão, ou teremos — conforme já sugeri há bastante mais de um ano, e como única alternativa à sujeição "colonial"— de reivindicar a cidadania alemã. Sugestão que, à sua maneira, há já largos meses também encontrei formulada numa crónica de Manuel António Pina, que desviei, na ocasião própria, aqui para a casa.

7 comentários:

one hundred trillion dollars disse...

A Alemanha quer impor a ordem económica e salvar a europa e a anarquia federal alemã do chapadão de 2012

a Alemanha nem consegue controlar as despesas dos seus estados e quer controlar a de nações inteiras
xenófobas e germanófobas

são mesmo parvos num é?

se calhar é por terem velhinhos nazis e comunas

curiosamente um dos que mais brada nos blogues contra os povos do sul é um comuna de Berlim leste

Bom tipo diziam que era da Stasi

aldrabices
um internacionalista de 1ª água

lamento não afinfar mais nos germanófilos
mas doem-me as cornaduras vikings

Mim não gosta de Herr Professor disse...

mas há alemão que dá schnaps

austríaco é melhor

checo tem dias

grego é execrável

romeno só é bom senão é pobre nem cigano

Por falar nisso a economia da Bela Bista sofreu um rombo

nã há respêto inté roubavam ciguenus

Por acaso disse...

Hitler era austríaco

Era Austro-Húngaro disse...

mas tanto faz era germanófilo por opção

e o baby 7000 milhões foi atribuido à Índia

até nisto a china perdeu

ao menos o bébé 7000 milhões podia ter nascido na Alfredo da Costa

Niet disse...

OH, MS Pereira: Leio sempre com agrado os textos de JMC. Pinto, que têm a suprema virtude de falar a sério de problemas muito complicados, o que é altamente responsável. De qualquer forma, mesmo no espaço político europeu de Esquerda/ Esquerda Alternativa- onde os Verdes franco-alemães lideram a iniciativa...- o fantasma da Grande Alemanha não colhe nem mete medo.É só ler Conh-Bendit, Joschka Fischer, Laurence Vichnievsky, entre outros dos lideres ecologistas, para realizarmos a vontade inter-europeia de construir uma Federação política e económica com um só Governo e um só Orçamento. Salut! Niet

Miguel Serras Pereira disse...

Mas, Niet, eu refiro-me não aos alemães, mas ao governo alemão e aos interesses que veicula. De resto, penso que a política de Merkel, a persistir e a radicalizar-se, ferirá irremediavelmente não só os outros países da UE, mas também, a prazo não demasiado longo, a própria Alemanha.

Bom vento, pois.

Salut

msp

Anónimo disse...

Sim,meu caro MSP, com a pressão dos euro-optimistas Delors,Khol & Cia, a sra. Merkel arrisca-se a perder a Chancelaria. E o candidato do SPD, Steinbruck, pode realizar o avanço da " vanguarda " política alemã SPD/Verdes, e libertar a Europa do declínio " controlado " pelos chineses, a prazo... O patronato alemão critica muito o " Club Med" mas, com muita diplomacia, é sensível aos pareceres e estudos dos Institutos de Análise e Prospecção alemães e europeus. E, a grande tecla, é: só unida- politica e economicamente- um só Governo e um só Orçamento, a 16 Estados numa primeira fase- o velho Continente se conseguirá impôr face aos grandes desafios do Mundo. A série de textos de Joschka Fischer, o " político " alemão de Esquerda mais " premiado " nas sondagens chama-se... " Realista Rebelde ". Salut! Niet