14/06/11

Não era síria, não era mulher nem era lésbica but who cares? Era um apóstolo da liberdade

Ler aqui. A propaganda à distância de um clique ou corremos o risco de enlouquecer à velocidade da luz.

7 comentários:

José Mestre disse...

No one cares?!
But we are confused!

J. disse...

Parece mais um apóstolo do quero- o-meu-minuto-de-fama. Milhares de refugiados e mais de mil mortos merecem melhor. Silêncio para eles a seguir ao simulacro.

Anónimo disse...

... como os assalariados da CIA, que a partir de Miami fazem blogues de "resistentes cubanos". Who cares?

Anónimo disse...

A DGERT tem por missão apoiar a concepção das políticas relativas ao emprego e formação profissional e às relações profissionais, incluindo as condições de trabalho e de segurança saúde e bem-estar no trabalho, cabendo-lhe ainda o acompanhamento e fomento da contratação colectiva e da prevenção de conflitos colectivos de trabalho e promover a acreditação das entidades formadoras.
Tudo uma grande mentira, as provas são dadas com o despedimento colectivo de 112 pessoas do CASINO ESTORIL
“Para Os Trabalhadores da empresa casino estoril no final se fará justiça, reconhecendo a insustentabilidade de um despedimento Colectivo oportunista promovido por uma empresa que, para além do incumprimento de diversas disposições legais, apresenta elevados lucros e que declara querer substituir os trabalhadores que despede por outros contratados em regime de outsoursing”.

one hundred trillion dollars disse...

apóstolo da liberdade?

e o que é a liberdade

é a liberdade dos campos da Polisário onde se troca água por submissão?

1000 milhões de hindus trocaram a liberdade de morrer de fome

pela liberdade de competirem por umas migalhas da farta mesa ocidental

infelizmente foram muito bons

o custo de vida disparou

e alguém pensou que se os ditadores se fossem todos viveriam melhor

em Portugal funcionou enquanto houve crédito

Na Líbia enquanto houver pitroil

Na Síria ou no Egipto
acho que a liberdade dos famintos
vai ser piorzita que a actual

mas a liberdade não tem preço

é melhor viver faminto no Haiti
que ser escravo....

one hundred trillion dollars disse...

esta mistura de inglês com sentenças in otros idiomas é globalização né

a globalização da falsa liberdade

e da falta de senso

e de irrealismo político demográfico e ciências associadas ecunómiks und others

Rocha disse...

Sou totalmente hipócrita e cara podre mas "who cares" se isto é em nome da """"liberdade""""?

Liberdade com muitas aspas porque o caldinho está a ser feito, para tal como na Líbia, chamar a NATO a intervir.