20/01/11

Orwell & Mao

7 comentários:

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Orwell já foi

Mao ainda não voltou

Em devido tempo ressuscitarão com novos nomes
e com eles seus sonhos e pesadelos

Carlos Vidal disse...

Então, com o Mao, só sabes fazer palhaçadas?
És um brincalhão, pá.
CV, o próprio do próprio.

Miguel Serras Pereira disse...

Antes palhaçadas, grande camarada Ricardo, do que altares.
Contigo e abrç

miguel (sp)

Carlos Vidal disse...

MSP, e entre palhaçada e o altar, não sobra nada?
Pensar e pôr o cérebro a funcionar minimamente?
Não?
Então, não.
CV
(E tu, Ricky Martin, aquele em quem votei, não dizes nada?)

JG/Gato Vadio disse...

e no Porto...

A revolta popular na Tunísia e no Magreb

Debate

Com a participação de Ahmed Grigahcene (Argélia) e de emigrantes marroquinos

Sábado, dia 22 de Janeiro, 22h
Gato Vadio

http://gatovadiolivraria.blogspot.com/2011/01/blog-post_21.html

(para ler mais... link acima)

Miguel Serras Pereira disse...

Claro que sim, CV: outras (sem prejuízo da sátira reflexiva que o Ricardo nos propõe) armas da crítica e também a crítica das armas. Ou o pensamento da liberdade em acção através do exercício público (quer dizer: autónomo e responsável) da liberdade de pensamento. Embora ao que "sobra"?

msp

Ricardo Noronha disse...

Palhaçadas?
Comer não é uma palhaçada Carlos(eu também votei em ti). É cultura e prazer (ui, o prazer) e reflexão e partilha e reprodução da força de trabalho. Estou certo de que o grande timoneiro não dispensava os seus noodles, entre uma página e outra do livrinho vermelho. Aparece e poderás debruçar-te sobre essa sublime e milenar arte que é a culinária. Nem só de pão e etc.