19/01/11

Tempos interessantes


Gostaria de manifestar toda a solidariedade aos sindicalistas detidos e, bem assim, aos que sofreram agressões da parte da polícia em S.Bento. Evidentemente, esta solidariedade não é desinteressada e aqui fica o reparo - a todos e todas que se pronunciaram sobre episódios anteriores de repressão policial, distanciando-se ou reproduzindo o discurso da polícia - para que, no futuro, pensem duas vezes antes de colaborarem com ou branquearem as manobras de criminalização da resistência, do conflito e do protesto, por parte do aparelho repressivo do Estado.
Ontem os «anarquistas» ou os «jovens dos bairros problemáticos» , hoje os sindicalistas e amanhã, quem sabe, todos os que não seguem a direito pelo passeio. Se uma concentração pacífica os leva a isto, o que farão quando Cavaco Silva estiver prestes a fugir de helicóptero?


2 comentários:

MB disse...

100% de acordo.

J disse...

Naturalmente, a polícia devia ter posto um tapete vermelho aos heróicos manifestantes até à sala de jantar do sacana do Primeiro Ministro, qual cordão de segurança qual carapuça? Entravam na residência oficial, conversavam um pouco com o Nosso Primeiro, bebiam um cházinho e depois saiam ordeiramente. Os polícias, essas marionetas do aparelho repressivo neo-liberal, é que são uns brutamontes que não respeitam o direito à livre manifestação do heróico cidadão oprimido. Pois claro.