25/01/11

Gostava de saber qual será o desfecho disto

Saúde está a fazer cortes nas horas extras de 2010 (Diário de Notícias):
Médicos e enfermeiros estão a sofrer cortes nas horas extraordinárias e no trabalho suplementar que fizeram em Novembro e Dezembro do ano passado e que estão a ser pagos com atraso. Nalguns casos, a penalização ultrapassa os 300 euros. Os sindicatos não aceitam a situação e vão avançar com acções em tribunal para recuperar o valor retirado. A Direcção-Geral do Orçamento deu indicações para as reduções serem aplicadas no mês de pagamento, independentemente da altura em que o trabalho foi prestado.

Além dos cortes que sabiam que iam sofrer sobre o ordenado-base, médicos e enfermeiros descobriram que as horas extraordinárias e trabalho suplementar que realizaram nos últimos meses de 2010 também foram penalizados. Uma situação que consideram injusta, já que a redução imposta pelo Orçamento do Estado só entrou em vigor no dia 1 de Janeiro. E para muitos profissionais este cenário irá repetir-se no próximo mês, pois recebem as horas extras e suplementares com dois meses de atraso.

1 comentários:

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

Bom é simples, muitos processos e gastos extraordinários nas máquinas de fazer papel que são os tribunais,
daqui a uns meses o custo suplementar dos custos hospitalares e das greves
vão abrir mais um buraco no orçamento dos hospitais, as baixas dos enfermeiros vão aumentar enquanto vão fazer uns trabalhinhos noutros lados

e daqui a uns meses talvez não haja dinheiro a entrar para pagar o sistema

eu vou ver se ainda consigo uns entorpecentes à custa do stado
e lítio tenho caixas disso
são de borla
um dia monto uma banca de medicamentos na feira da ladra