23/01/11

Se não é arma, ao menos que seja grito

Não me armei em politicamente snob, tipo mete-nojo. Prefiro perder eleições a enfiar a cabeça numa torre de marfim. Escolhendo entre o que havia para escolher, já votei.

(publicado também aqui)

1 comentários:

Demo Gra Pia disse...

Foi mais um grito silencioso

Ninguém quer ficar desarmado
em tempos de crise e com os bárbaros à porta
ao menos que haja armas em casa
guardem o voto não o desperdicem