16/04/11

O Sabre e o Hissope

Maré alta para este post do Ricardo Alves a propósito da proibição pelas autoridades seculares do reino de Espanha de uma manifestação ateísta convocada para a próxima quinta-feira. O argumento invocado é delicioso: "el Ayuntamiento 'no va a autorizar en ningún caso ninguna burla dirigida a la fe y las convicciones de los ciudadanos, ya sean católicos o de cualquier otra confesión", ya que Madrid "es una ciudad abierta, tolerante e integradora'" - pois não consta, como nota um comentador (João Santos) do post do RA, que vão ser proibidas as procissões católicas.

Em Madrid podem realizar-se manifestações fascistas e paradas do orgulho gay. Parece que não pode é realizar-se uma «procissão ateia» (um nome que é um raio de um oxímoro, mas enfim). Ou só pode se não for na quinta-feira que é «santa» para os católicos. A Arábia Saudita afinal é já aqui ao lado?

O sabre (gládio temporal) protege o hissope (gládio espiritual) que o abençoa. Isto passa-se em Espanha, onde há não muito tempo ainda, como nos lembrava o Zeca, "também Franco, o assassino, / mandou benzer o garrote".

1 comentários:

Cessão à Ré disse...

mesmo em cuba o estado social foi garrotado

o garrote é um símbolo

atentar contra milhões de votos em tempo de crise também é simbólico

as sociedades mudam

e as civilizações esfarelam-se

é egoísta tentar que exista um rumo lógico nas massas