07/01/11

Raul Castro: Jaruzelski II?



Sintomático de uma decadência de regime, é o recurso, frequente e desesperado, de Raul Castro a figuras militares para controlar a degenerescência na liderança cubana e em áreas de governação tradicionalmente entregue a civis, podendo estar a iniciar-se uma "fase polaca" dentro do castrismo terminal.

(publicado também aqui)

2 comentários:

Fernando disse...

É certo que a paz no mundo seria bonita, a guerra fria acabou e tudo tudo, e que uma outra baía dos porcos é hoje improvável (tenho uma curiosidade dos diabos em saber de que lado esteve o João Tunas nesses tempos), pelo que a repressão do povo e a militarização do poder são sinais de que tudo está mais perto de desabar. Mas o que virá a seguir? Uma transição pacífica como a dos países de leste, fomentada tanto pelo ocidente/omc/fmi, pela nomenklatura que já era chefe e chefe ficou, e acima de tudo pelo povo revoltoso, é uma transição desejável por respeitar os direitos humanos?

الرجل ذبح بعضهم البعض ولكن الخيول باهظة الثمن disse...

tchi.....comparar o incomparável