21/02/11

Mais um amigo de Sócrates em maus lençóis (AQUI)

E já agora convinha não esquecer.
Ou como dizia Woody Allen (Alvy Singer) no já longínquo Annie Hall (acerca dos políticos): You know the ethics those guys have. It's like a notch underneath child molester.

6 comentários:

one hundred trillion dollars disse...

é todo um povo em maus lençóis

que caminha para uma somalização e uma ocupação uma vez que com petróleo nada se deixa na anarquia

felizmente são poucochinhos

Anónimo disse...

Convinha não esquecer isto tb, cara Ana.

http://www.elpais.com/articulo/internacional/Sombras/sueno/democratizador/elpepiint/20110221elpepiint_7/Tes?print=1

Ana Cristina Leonardo disse...

meu caro anónimo, sem esquecer nada, a verdade é que não se pode ser democrata só quando dá jeito

Zé_Lucas disse...

Caro anónimo, já devia saber que aquí no "Vias", quem se mete com a ACL leva logo com comentários da própria, tão ou mais profundos do que este. Agora, só lhe resta aguardar que soltem o MSP. Aí é que vão ser elas...

Miguel Serras Pereira disse...

Zé Lucas,

muito obrigado por associar os meus dotes polémicos aos da Ana. Mas a comparaçáo é imerecida: faltam-me tanto o seu charme como a sua bravura, e não guardo-mre - por mais que me soltem ou até incitem - da fatuidade que seria tentar imitá-la.

Agora, a respeito da democracia e da sua (in)conveniência, eu recomendaria a transposição destes versos do Mário Cesariny, que talvez o ajudem a penetrar melhor na razão de ser do comentário da Ana:

"porque a este respeito — e creio que digo bem —
nenhuma garantia de leitura grátis
se oferece ao viandante".

Obrigado, uma vez mais, pelo cumprimento

msp

Ana Cristina Leonardo disse...

ZL, permita-me contrariá-lo: na qualidade de democrata, não noto profundidade especial no meu comentário. De qualquer modo, julgo que o que se está a passar na Libia e arredores merece bem este aforismo budista "Se a nossa casa está a arder, por que nos haveríamos de preocupar em saber quem foi o arquitecto?" - claro, talvez para lhe perguntar onde é que ele colocou a porra dos extintores; mas esta parte já é um acrescento meu.

Miguel, noto que fátuo e derivados continua a fazer escola e sobretudo muito obrigada por invocares o sábio Cesariny a propósito do meu singelo desabafo