18/02/11

Nem espumante, bolo ou velinhas, apenas e só “ódio de classe”

O vigilante e patético Casanova:

Os média dominantes, na sua generalidade, silenciaram o aniversário do Avante!

O ódio de classe é assim, pelo que não há razão para surpresas.

Surpresa seria – e grande – se o aniversário do órgão central do Partido Comunista Português – que orgulhosamente ostenta no seu cabeçalho a foice e o martelo e a consigna Proletários de todos os países, UNI-VOS!… – tivesse sido tratado de forma diferente da que foi pelos jornais que são propriedade dos grandes grupos económicos e financeiros…

Na verdade, não há «parabéns» possíveis – nem desejáveis, diga-se – nestas circunstâncias. Regista-se a ocorrência apenas para ficar registada – e para arquivar no dossier dos exemplos da imparcialidade e da isenção que os média dominantes se atribuem e não se cansam de apregoar.

(publicado também aqui)

6 comentários:

Hirodito Saikaru disse...

acho que também não falaram do aniversário do metro
nem da dica
esse grande orgão de defesa da sopa de letras

Bruno Carvalho disse...

O comentador e patético João Tunes. Pode dizer-me onde encontra a patetice do Casanova no excerto que cita?

Miguel Lopes disse...

Pelo menos neste texto, Casanova tem toda a razão.

Luís Rocha disse...

Dir-se ia que este blog era de simpatizantes do Bloco de Esquerda pelos temas que aqui tratam. Mas o anti-comunismo do "patético" João Tunes parece-se mais com o CDS.

A pequeno burguesia é assim mesmo não sabe para onde se há de virar, se para a esquerda radical se para o anti-comunismo salazarento.

Anónimo disse...

Como é possivel esta gente andar há décadas a agitar o espantalho de que o PC ou o comunismo assustam alguém. Há décadas que se sabe (basta ler os clássicos) que o capitalismo nunca teve tão bons aliados como os autoritários que defendem o comunismo: é tudo farinha do mesmo saco. Tudo os une, nada os distingue. E o Avante, então, que foi jornal de denúncia de democratas e antifascistas (só que não pactuantes com o PCP) como exemplo de imprensa que "amedronta a burguesia" é de rir e chorar por mais.

Anarquista

Anónimo disse...

Anarquista, deves ser um dos que anda a destruir murais do PCP e a sujar as sedes do PCP. São os mesmos que criticam a linha da CGTP e que depois vêm choramingar que não vos deixam entrar nas manifestações. Os mesmos que rejeitaram participar no movimento Paz Sim! NATO não! mas que marcaram a manifestação para o mesmo sítio. Larguem-nos a braguilha e façam-se à vida! Não são os verdadeiros revolucionários? Então não esperem e façam-na.

Comunista