19/08/11

Um país solúvel

Iluminados pelas chamas de Londres, muitos abriram janelas na jubilosa esperança de encontrar correntezas de electrodomésticos a fluir pelas nossas ruas, como carreiros de formigas acartando migalhas gamadas ao piquenique dos ricos. A miopia que os impede de ver as diferenças entre um arrastão e uma revolução tem as suas raízes, compreensíveis, no desespero. E tem o seu emblema no aforismo de Brecht acerca da violência das margens que oprimem o rio – qualquer inundação, mesmo que nos afogue, parece promissora.
E se há motivos para que mil rios extravasem! Temos o futuro em parte incerta. Um primeiro-ministro apostado em mostrar-se como bom aluno de uma escola em chamas, de onde até já nos querem expulsar. Um ministro da Educação que descobriu agora que falta é “empenho”, não condições nas escolas – numa nova modalidade do tal facilitismo, destinada a culpar os madraços desempenhados, não líderes sem rumo. E por aí afora. No meio disto, que promete a nossa mansa orografia? Receio que nada. O futebol já voltou, mesmo a tempo de canalizar raivas e medos para onde poucos danos causarão. Teremos rixas motivadas por penalties, árbitros sob escolta policial, facadas entre claques acéfalas. Os crimes destas e de outras paixões multiplicar-se-ão. Mas pouco mais. O ogre de Santa Comba, quando inventou a suposta brandura dos nossos costumes, sabia que também com palavras se lobotomizam os povos. Este está pronto a deixar-se dissolver assim, pacificamente, à beira de um rio estagnado.

Publicado também aqui.

15 comentários:

Orografia bastante acidentada disse...

Desde o Marão até à peneplanície alentejana o que o país mais teve foram curvas

e salteadores revolucionários em cada curva
o poder popular pelo saque tem longa história com períodos de acalmia

a guerrilha do remexido ou o bando do zé com telhado pretendiam ser a alternativa ao poder burguês das gentes com teres e haveres de sobra

Os putos de 12 anos têm a rua e o álcool e o consumo de bens ou a sua ausência tirando o tráfico de droga e o roubo ocasional não têm forma de sustentar esses consumos

As putas de 12 anos têm dependendo do desenvolvimento as discotecas e o sexo ocasional como fonte de receitas, algumas também têm o tráfico e o furto em lojas com trocas de bens

Os de 16 já têm outras fontes de receita

Mas em bairros onde a maioria está desempregada ou é subsidiada

aceder aos bens ao álcool e à droga que tiram o tédio das vidas

é apanágio só dos mais ricos

Em Malange ou em Nova-Lisboa em 75 roubavam-se as casas abandonadas pilhava-se roubava-se o passeante ocasional violava-se

É o que chama de ralé criminosa que faz a espinha de todas as revoluções

O anarquista cheio de ideias elaboradas e disposto ao sacrifício
é uma minoria

os putos gregos que foram feridos e um morto nos confrontos com a polícia não são anarquistas

são como os de Belfast os de Luanda
os os pioneiros de Siad Barre pós 91...ou a maralha que andava ao saque em 75 e 76 (e em 2009 a 2011)nas herdades e nas casas dos emigrantes e a ROUBAR SACHOLAS nos campos para as vender aos comerciantes nas feiras

pensam sempre no que podem ganhar com uma revolução

seja a pilhar as casas dos Thalassas ou dos marxistas caídos na desgraça pós Agosto de 91 ou ceausescu

ou os mil pares de sapatos de Imelda Marcos

ou queimar as casas dos figurões da Tunísia...

para quê queimar as casas dos que fogem...é a catarse da destruição que dá poder

seja atirar uma petrol jar bomb de um sítio onde se foi despedido ou escorraçado

ou o mesmo dispositivo com o nome de cocktail sobre um banco ou um carro da polícia

mas cada rato revolucionário
que teve os seus momentos há 37 anos

geralmente torna-se um rato gordinho chame-se cohen e seja deputado europeu
ou seja comendador no XIXº

Mecê deve ter andado muito na escola disse...

falta é “empenho”, não condições nas escolas – e que condições são essas?

professores de jeito...

internet com acesso mais fácil à porno e ao msn? ou ao formspring?
ou ou...


numa nova modalidade do tal facilitismo, destinada a culpar os madraços desempenhados, não líderes sem rumo

e isto de ver líderes sem rumo

em quem apenas quer gozar a vida e não liderar nada

Em Moscovo as miúdas vão para as ruas nas noites de sábado com um cartaz (biblioteca com um coraçãozinho desenhado)...não querem mudanças estruturais
querem é gozar a vida..

ter um emprego, uma ocupação, uma fonte de rendimento futuro não é prioridade

e a escola é uma prisão e logo por definição um empecilho....

Em todas as gerações disse...

houve descontentes sem ideologias nem causas e com egos enormes


sobre a sua importância

simplesmente agora há mais

assim como velhotes nostálgicos das pensões de 131 rublos
que as de 3000 não dão para nada

e há putos de 20 em motos de
1 milhão de rublos

uma bergonha dizem eles...

é assi...pouco muda

só os números

A Cada Rainha sua Tainha disse...

2011. augusztus 19., péntek
UM PAÍS INSOLÚVEL EM ÁGUA É SOLÚVEL EM CAFÉ OU EM CERVEJA?
ILUMINADOS PELAS CERTEZAS INCONTESTÁVEIS DE COMO SE CONSTRÓI UM REVOLUCIONÁRIO

E UMA REVOLUÇÃO MUITOS FECHARAM AS JANELAS E AS PORTAS

AOS PUTOS E PUTAS POBRES E RICAS QUE PROCURAVAM ENCHER OS VAZIOS DAS SUAS VIDAS

COM BENS COMO VIRAM OS PAIS A TELEVISÃO E OS MORANGOS COM SUCRE FAZEREM

TER COISAS ESTAR BEM VESTIDO TER COISAS BOAS

COISAR COM GAJOS OU GAJAS BONS EM BONS CARROS EM BONS SÍTIOS

COMER E BEBER DO MELHOR SNIFAR DO BOM

TER COMPRIMIDOS PARA AGUENTAR A NOITE E O DIA

É SER-SE ALGUÉM NO MEIO DA MULTIDÃO

NÃO SÃO RICOS MAS PODEM VIVER COMO SE O FOSSEM

TÊM ESTILO TÊM SEXO SÃO ADMIRADOS PELO QUE FIZERAM

E É SÓ

BASTA-LHES A SUA PÁGINA NO FACEBOOK OU NOUTRO LUGAR FICTÍCIO QUALQUER

VÊ-SE OS GAJOS E GAJAS A MALHAR A MOCAR A BEBER A CURTIR

A CURTIR O QUÊ?

A VIDA...A ÚNICA QUE TERÃO ATÉ SEREM VELHOS DEMAIS PARA A TEREM

A miopia que os impede de ver QUE NÃO HÁ diferenças

entre um arrastão e uma revolução tem as suas raízes, compreensíveis, NA IDADE.


SÃO SÓ ARES BOM POVO SÃO SÓ ARES

FUMOS DA ÍNDIA E VAPORES DO XÁ
Bejegyezte Miserere Dominus Meo (Box)

Miserere Dominus Meo (Box) disse...

RIOS VELHOS E SEM ACIDENTES TECTÓNICOS

NÃO TÊM MARGENS QUE OS COMPRIMAM

Nem vales em que encaixem....

piątek, 19 sierpnia 2011
DIAS DE RAIVA NÃO NASCEM DE LONGOS JEJUNS
À BEIRA

DA POEIRA

DO MERCADO

SOBE E VACILA A TORRE DE CRISTAL


ERGUE-SE UM CORPO ESGUIO MAS TOMBADO

À BEIRA

DA POEIRA

DO MERCADO

TRANSFORMADO EM CENTRO COMERCIAL


A TORRE ESCONDE AS RUAS SINUOSAS

A LUA O SOL OS ASTROS TODO O ESPAÇO

CORTANDO O PESO FRIO DO CANSAÇO

SEUS PÉS SÃO COBRAS QUE SEPULTAM ROSAS


NA SUA CHAMA SILENCIOSA OS VIVOS

TÊM MÁSCARAS DE MORTOS

A TORRE ESPELHA GRITOS PRIMITIVOS

EM RIOS LONGOS QUE NASCERAM TORTOS

(e SEM COMPRESSÃO NAS MARGENS COMO EM TODOS OS VELHOS RIOS)

David da Bernarda disse...

O inútil mundo dos blogues!

Neste blog não há diálogo, há monólogos sucessivos ou sobrepostos. Na verdade em todos os blogues que já olhei.
Este meio nasceu para divulgar os «diários» íntimos, ou políticos, de alguns adultos, para tornar conhecidos egos frustrados no anonimato ou ainda para amplificar o ruído dos «formadores de opinião» com esperanças políticas.
Se quiserem um meio de debater com alguma seriedade, se é que isso ainda é possível e útil, só com listas electrónicas temáticas e moderadas, pois um bando de desocupados, onde talvez eu esteja incluído, dedicam-se a ocupar estes espaços com considerações inúteis, quando não insultuosas e imbecis, o que penso não ser o meu caso.

Diogo disse...

«com palavras se lobotomizam os povos«

Mário Soares, num Programa do "Prós e Contras", tendo-lhe fugido a boca para a verdade, asseverou que toda a concentração da comunicação social foi feita e está na mão de meia dúzia de pessoas, grupos económicos, e que os jornalistas apenas dizem e escrevem o que lhes mandam.

Mais claro que isto, é difícil…

Anónimo disse...

Voltemos à Líbia e à santa hipocrisia aqui manifestada neste blogue pelos cruzados da «democracia». Mais lúcido é Pacheco Pereira!!!!


UM MONUMENTO À HIPOCRISIA OCIDENTAL: OS AVIÕES DA OTAN NÃO VOARÃO SOBRE DAMASCO


Com as forças da OTAN do lado dos revoltosos, que recebem hoje todos os apoios necessários, consultores no terreno, armas, logística, suporte diplomático, tudo isto complementado pela melhor força aérea do mundo, é natural que a queda de Kadhafi seja uma questão de tempo. Não deixará saudades, mas o modo como foi derrubado, – por uma decisão política de regime change europeia –, permanecerá como um monumento à hipocrisia ocidental. Basta ler o texto da resolução das Nações Unidas para saber que a intervenção da OTAN vai muito para além dos termos internacionalmente acordados. Basta compreender o terreno para se perceber que, diferentemente do que aconteceu em muitos países árabes, não há uma insurreição vagamente democrática, mas uma guerra civil tribal. Basta olhar para a indiferença com que a comunidade internacional actua com a Síria, para se perceber que se se estiver noutra geografia, e noutra geopolítica, pode-se “atacar o seu próprio povo”, de forma violenta, continuada, sangrenta, muito mais sangrenta do que Kadafi fez antes da intervenção ocidental, sem nenhumas consequências. Os aviões da OTAN não voarão sobre Damasco.
http://abrupto.blogspot.com/

O Senhor dos Queijos disse...

David da Bernarda disse...

da Bernarda? bom.....nã é culpa do home

O inútil mundo dos blogues!

(exclamativo....)
ou seja um utilitarista

é útil come-se é inútil cospe-se

Neste blog não há diálogo, há monólogos sucessivos ou sobrepostos.

ou seja um blogue deveria ser um meio de diálogo entre mudas gentes
analfabetas...é um ponto de vista...limitado...mas é um pontinho




Na verdade em todos os blogues que já olhei....

olhou não escreve leu...

olhou ...porque a opinião dele como de todos os bloggers
egotistas por natureza como os membros dos gangs (revolucionários ou não)sobrepõe-se à dos restantes

olhou porque obviamente não são dignos de consideração

não são humenos nem como ele humais



Este meio nasceu (mito do nascimento (interessante neste tipo de patologias...ego absorventes)

para divulgar os «diários» íntimos, ou políticos, de alguns adultos, para tornar conhecidos egos frustrados no anonimato ou ainda para amplificar o ruído dos «formadores de opinião» com esperanças políticas.

(revelação inconsciente das suas razões (obviamente não considera outras opções o que é válido para ele é válido para todos os restantes)

(fraca capacidade de empatia com quem que não partilhe as suas "taras" "ideológicas"

Se quiserem um meio de debater com alguma seriedade, se é que isso ainda é possível e útil, só com listas electrónicas temáticas e moderadas,....ou seja messias complex

eu tenho a solução das soluções

"a solução finale" ou outra mais maninha


pois um bando de desocupados,(pois a conversa de café é causa de desocupados)


onde talvez eu esteja incluído,
(auto-flagelação para tornar visível a auréola de mártir

eu que sou como vós mas....apesar disso especial


dedicam-se a ocupar estes espaços

(um anti-grafitter porque mesmo os espaços inexistentes têm de ter ocupação e útil...

com considerações inúteis, quando não insultuosas e imbecis, o que penso não ser o meu caso.

não não era o seu caso

é um caso de estudo...agradeço

atempadamente

vou utilizá-lo

lamento não pagar nada....

O Diogo na sua diatribe anti-soarista tem muito menos complexidade em termos de .....

provavelmente tem menos problemas

sociais sexuais etc etc ...

O Senhor dos Queijos disse...

Oppfølgingskommentarer blir sendt til asmolundgren@gmail.com. Avslutt abonnement

vou enviar para uns gajos que gostam de dissecar a palavra escrita

se tiver algo contra e se chegar a ler isto....

espero que não se chame mesmo

David da bernarda...era chato...

espero que não viva nem em Lisboa
Porto ou Coimbra...

resumindo num ano a ler comentários

gostei muito....sem ironia agrafada

O Senhor dos Queijos disse...

A parte dos de alguns adultos revela-se segregacionista e potencialmente idoso....

diria acima dos 50?

até arriscaria 60?

a noção do diário....intimista

requeria mais desenvolvimento...

Justiniano disse...

Apenas para dizer, Rainha, que o teu texto está excelente, deveras expressivo, suficientemente justo e esclarecido!! Mas estas, tuas últimas, caixas de comentários desmerecem os textos!! É que nem um insulto com piada ou "meio merecido" ali se encontra!! Pena e paciencia!!

Miguel Serras Pereira disse...

Sim, Luis, o sempre afável Justiniano acerta em cheio, não só na homenagem que te presta, mas também na "crítica da crítica" a que, por uma vez, aqui se dá.
Pergunto-me, para dizer a verdade, o que se passará com o endereço desta nau para que, de há tempos para cá, aqui apareça tanta gente ao engano, multiplicando tantos pedidos desesperados de serviços profissionais que não prestamos. Acresce que, como não somos nem "adeptos das comunidades práticas de pregar com pregos as partes mais sensíveis da matéria" (Cesariny) nem das escolas cujo método transdisciplinar único se resume ao exercício dos que "dão para baixo em cima da cabeça com um pau" (idem), não podemos sequer reencaminhar os casos em apreço para os especialistas que eles terão em mente - os nossos usos e maneiras excluem-no. Por mim, já estive mais longe de os considerar como passíveis de eliminação sumária, por substituírem "a argumentação e a apresentação de razões por uma ou outra forma de ruído arbitrária tendo por efeito sabotar as discussões em curso". Mas, a ver vamos.

O teu post nos valha, camarada.

O Senhor dos Queijos disse...

Por mim, já estive mais longe de os considerar como passíveis de eliminação sumária...é natural tem alma de censurador apenas consegue ler o que está próximo das suas crenças


por substituírem "a argumentação e a apresentação de razões por uma ou outra forma de ruído arbitrária tendo por efeito sabotar as discussões em curso"....de novo o uso de uma cassete

é essa a razão porque a dita esquerda está para os líderes tribais líbios

uma minoria separados do seus netos que são citadinos e não os compreendem nem entendem as suas opções

discussões como diz a bernarda virtual não existem

apenas monólogos e auto-elogios
(mesmo que sejam de muralhas de bizantinos impérios)

de resto discussões nestas coisas são impossíveis

os escrevinhontes de çerviço são apenas nem vale a pena
(é nas vossas próprias palavras uma terapia do vazio que desenvolvem)

é sintomático

o nº de visitas é de regulares
atinge-se a saturação de cliks
em apenas uma ou duas semanas....

logo comparativamente a outros blogues políticos é baixo

O Senhor dos Queijos disse...

Quanto a serviços, obviamente não prestam nenhum, encontram-se alienados da sociedade que pretendem
defender( outro messianismo)

Deixo curtinho pois obviamente....
(não é insulto é constatação

ó Miraculosa Sacrificada Pedantice