16/03/11

João Pinto e Castro na Betesga (editado)

Adenda: É possivel que o problema não seja com o JPC, mas sim que eu tenha interpretado mal a legenda do Google Maps.

Post original:


João Pinto e Castro:
Sendo uma pessoa naturalmente generosa, admiti de início que a área do Rossio poderia rondar 2 hectares.

Mas não: usando um método razoavelmente rigoroso cujo segredo não estou autorizado a divulgar, posso anunciar-vos que não chega sequer a 1 hectare.

Não compliquemos, porém. Admitamos então que a área é de 1 hectare, recordemos que 1 hectare equivale a 10.000 m2 e façamos de conta que o Rossio rebentava de gente pelas costuras.

Ora aqui fica um problema simples, que até um licenciado em Letras deveria ser capaz de resolver: quantos manifestantes deveria haver por m2 para que na praça coubessem 200 mil?
Em primeiro lugar, esse género de conta não faz grande sentido, já que penso nunca ninguém ter dito que os 200 mil manifestantes estenham estado, todos e ao mesmo tempo, no Rossio.*

Mas será que a área do Rossio mede um hectare?

Indo ao google maps, parece-me que o Rossio tem para aí 2 cm de largura e 5 de comprimento:

Como 2 cm correspondem a 100 metros, temos que o Rossio medirá cerca de 100 x 250 metros, ou seja, 2 hectares e meio (menos um bocadinho pelas estátuas, árvores e lagos, mais um bocadinho pelas ruas em frente e ao lado...), ou 25.000 m2.

Isto talvez seja apenas um fait-divers, mas é indicativo do rigor das contas de JPC (o que é ainda mais relevante quando se trata de alguém que vem apontar erros nas contas dos outros).

*na última manifestação a que fui (aquela da função pública em Maio), não cheguei a participar na concentração final (penso que nos Restauradores) - quando a minha parte da manif lá chegou o comicio/concentração já tinha acabado

3 comentários:

Francisco Burnay disse...

Medido no Google Earth o rectângulo da imagem tem cerca de 0,7 ha.

Se incluirmos toda largura até à beira dos edifícios não chega a 2 ha.

Manolo Heredia disse...

é mais simples contar os sapatos e dividir por dois...

maria disse...

ando por aqui e ali à pesca. como aqueles que se manifestaram , sou política , partido não tenho nenhum. se me obrigassem por lei a escolher partido mais facilmente escolhia um partido de direita que de esquerda. não gosto nada de conflitos e discussões . e cenas da igreja evangélica contra a católica ou a do ala , deixam-me de boca aberta : mas estes cromos não se decidem sobre as facetas do deus que dizem adorar fuenteovejuna ?
é mesmo triste a cena de esquerda nos blogs , suponho que será reflexo do que se passa no mundo real. pensam mesmo que vão a algum lado?
gosto mesmo do anarquismo , apela a mim como individuo , não me obriga a fazer parte de um todo que só se entende à lei da "bala".
a esquerda apela à religião e às suas hierarquias e cisões; o anarquismo apela a Cristo e à responsabilização individual ( mas que culpa tenho eu se fulano escolhe o diabo? tenho à mesma de lhe proporcionar o ceu ? era só o que faltava.).