02/03/11

Além de ser um déspota e mais feio do que o Valter Lemos ainda tinha que gostar da Nelly Furtado


moi: olha lá
J.: dize
moi: imagina que eras a Nelly Furtado
J. : ok
moi: ou, God forbid, a Mariah Carey ou a Beyoncé
J.: mamas grandes yaaaaayyyyyyyy
moi: e sobretudo muuuiiiiito dinheiro
J. : espectáculo
moi : a sério, faz um esforço
J. : onde é q assino
moi: és famosa que dói
tens uma conta bancária que não fazes ideia
o mundo idolatra-te
certo, a parte do mundo foleira, mas estás em maioria
podes escolher jantar em Paris ou em Buenos Aires, é a mesma merda
e ir de jet privado
e ainda te sobram uns trocos para viveres à larga nos próximos 150 anos se tiveres juicinho e não gastares tudo em coca
J.: vale e dp?
fura-se-me uma mama?
moi: aceitas ir cantar quatro músicas à festa de anos do Khadafi, mesmo que o gajo te pague um milhão de dólares?
ou à festa de anos de qq pessoa, mesmo boas pessoas
enfim, se fosse alguém porreiro a convidar, ainda era uma honra, mas aí ias gratuitamente, right?
agora um milhão para cantar em festas de filhos de ditadores?
festinha privada, como se não tivessem onde cair mortas e andassem a rebolar-se pelos karaokes da vida?
não é um bocado preço de saldo?
J.: é uma vergonha, de facto
posso ficar com as mamas?

Roubado (off course) a MORGADA DE V.

8 comentários:

Morgada disse...

Maiiiiiiiis
per-tuu
duuuu
céééÉÉÉééÉÉÉÉééééÉÉÉÉuuuUUUU!...

Diogo disse...

Com estas revoluções todas em simultâneo, os EUA querem colocar todo o mundo muçulmano em guerra. O tal choque de civilizações de que falava um americano de olhos em bico.

Morgada disse...

Eu sei que fizestes por bem e não tem importância nenhuma, mas "juiCinho" não era gralha, era uma citação, em jeito de homenagem, àquela frase imorredoira que passo a citar: "O Sporting, se tiver juicinho, pode ser campeón" (Rainha Santa Isabel com seu sotaque pseudo-castelhano, in Humor de Perdição, entrevistas históricas). Uma piada privada sem grande piada para o mundo, é certo, e menos ainda para o Sporting.

Ana Cristina Leonardo disse...

Morgada, passei grande parte deste diálogo salingeriano (acho que a palavra não existe) à unha: o copy/paste estava meio marado. A "correcção" foi, pois, involuntária. De qq modo, o meu clube é o olhanense o que dará para peceber que não teria atingido a coisa, mesmo mantendo o "c".
Já está nos conformes.

Franguska Rafaliska disse...

salinger tamém tem epítetos

sal in ger y ano

mesmo mantendo o "c".
Já está nos conformes.

isto sincera mente não era necessário

José Barros disse...

E produzir qualquer coisa de original nos suas postas, será pedir demasiado à Ana Cristina Leonardo?

Ana Cristina Leonardo disse...

josé barros, a originalidade não é tudo... mas não perca a esperança.

Morgada disse...

You're too good for me, and for José Barros too: eu mandava-o turn around the big billiards, ou, em alternativa, dar uma voltinha ao arquivo da Pastelaria, há lá mais de 1.200 originais, assim a olho nu (sou uma filha adoptiva de Olhão, só não torço pelo olhanense porque sofro de benfiquismo).
Eu abraço-vos, como dizem os franceses,
m.